Versejos.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

...

Minha loucura é vigiada e parcimoniosa. É timorata e sóbria. É acometida por punhados de razão. Minha loucura é parca e miúda. É ingênua e amena. É de prudência pueril. Minha loucura é avessa e principiante. É empobrecida e modesta. Não sabe atrever ou ousar. Minha loucura é acanhada e contida. É de delírio escasso. Não é tempestade ou vulcão. Minha loucura sou eu: Pudica e alheia. Emudecida e doída. Puro fingimento e contradição.                                                                                                          

Nenhum comentário:

Postar um comentário