Versejos.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Sobre um tal Zé Bim.

Hoje me 'peguei' meio que estarrecida ante a disseminação que vem sendo feita nessa rede social de uma notícia a respeito de um garoto de seus poucos 12 anos, de alcunha 'Zé Bim', que supostamente teria sido apreendido pela polícia de Porto Seguro-BA, sob acusações de ter perpetrado uma série de crimes. 

O que me choca não são apenas as imputações gravosas feitas ao menino, me choca também a forma incauta como a imagem do garoto tem sido exposta na internet, e bem ainda o pré julgamento - ou linchamento? - de que vem sendo covardemente vítima. 

Impossível me render alheia diante desse fato absurdo e de crueldade tamanha! Impossível me render alheia, sem externar minha indignação, diante dos duros - e por que não desumanos? - predicativos empregados para 'qualificar' esse 'infante', que sim, independentemente de suas ações transgressoras é uma criança! Mais uma criança vítima desse Estado opressor, omisso e cruel que tem se descurado do seu dever 'constitucional' de assegurar, implementar e efetivar políticas públicas destinadas aos seguimentos mais esquecidos da nossa sociedade, onde pessoas como o pequeno 'Zé Bim', nascem, vivem e morrem. Sempre a espreita, sempre as margens, sempre invisíveis, sempre relegados ao abandono, não apenas do Estado, mas relegados ao abandono da nossa própria consciência, porque em alguns 'só dói quando lhes sangra', e por isso são incapazes de se comoverem com o mal estar do outro no mundo.

 Infrator ou não, essa C-R-I-A-N-Ç-A é apenas mais uma entre tantas outras milhares de crianças pobres e negras que existem no nosso país e que assim como 'Zé Bim' enfrentam os mesmos problemas de acesso a direitos fundamentais básicos, como uma moradia digna, uma educação em níveis de qualidade. E não, eles não escolheram para si a condição de viverem assim, eles não escolheram ser invisíveis aos olhos do mundo, não, não escolheram! 

Repito, e não achem que é redundância da minha parte, mas 'Zé Bim' é vítima! E mais que vítima, 'Zé Bim' também é reflexo dessa sociedade separatista, excludente e preconceituosa que há mais de 200 anos marginaliza e criminaliza pobres e pretos por sua condição social! 'Zé Bim' é vítima também da nossa ignorância, da nossa falta de jeito em tratar de problemas e questões sociais delicados que não se resumem a essas imputações desumanas, são problemas sociais e históricos que ultrapassam épocas! 'Zé Bim' é vítima da crueldade dos que pré-julgam, sem assegurar a quem recebe tais julgamentos o direito de defesa, é vítima dos que expõem crianças menores de idade na internet de forma inapropriada e cruel, quando não incitando a sua morte, abrindo margens para que outros assim o façam, porque o pobre e pequeno 'Zé Bim' certamente que já teve colocada em risco sua integridade moral e sua incolumidade física ao ser tratado como um 'bicho', como um bandido! 

'Zé Bim' é vítima também dos que falsamente acreditam no caráter redentor das nossas cadeias, dos que acham que o nosso decadente sistema carcerário cumpre com seu papel ressocializador, pois não cumprem! As precárias e superlotadas cadeias do Brasil são incapazes de ressocializar alguém, ao revés, pós gradua o transgressor da lei no crime. E incluir menores infratores como 'Zé Bim' dentro desse sistema não resolverá o problema da violência e da criminalidade no nosso país.

Não peço que redimam 'Zé Bim' pelos seus erros, caso existentes, mas pessoas como ele já cumprem há séculos a dura pena de terem nascido pobre nesse país tão desigual! E pior que nascer pobre no Brasil, é nascer pobre e negro! 'Zé Bim', o menino dos 12 anos, tem gravado em corpo e alma as duas insígnias. Por agora, reservo-me apenas ao direito de assim pensar e sentir: coitado não apenas deste, mas de todos os 'Zé Bim's' desse nosso imenso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário